Dono do Chelsea pode COMPRAR clube no BRASIL

Todd Boehly, dono do Chelsea, quer investir em time brasileiro

Dono do Chelsea pode COMPRAR clube no BRASIL

O empresário norte-americano Todd Boehly, proprietário do Chelsea desde a última temporada, delineia uma visão ambiciosa para expandir seu império futebolístico em moldes semelhantes aos bem-sucedidos Grupos City e Red Bull. Ben Jacobs, renomado jornalista inglês, revela os planos imediatos do magnata, que contemplam a aquisição de clubes em três mercados estratégicos: Portugal, Bélgica e Brasil.

BlueCo e Seu Reinado

A BlueCo, consórcio onde Boehly figura como acionista majoritário e principal executivo, atualmente administra duas equipes de destaque: o Chelsea, objeto de sua prioridade, e o Strasbourg, competindo na 15ª posição do Campeonato Francês. Além de sua incursão no futebol, o empresário também direciona investimentos em basquete, com participações nos Los Angeles Lakers e Los Angeles Sparks, no beisebol com os Los Angeles Dodgers, e nos e-sports através da equipe Cloud9.

Brasil na Rota: Estratégias e Possibilidades

Ao buscar oportunidades no Brasil, ainda pairam incertezas sobre os alvos específicos de Boehly e se sua preferência recai sobre clubes da primeira divisão ou escalões inferiores. Contudo, dada a obsessão do empresário por contratar jovens talentos, a especulação sugere um foco na revelação de jogadores para o mercado europeu, ao invés da busca por conquistas imediatas.

Obsessão por Revelar Talentos: O DNA de Boehly

Você também pode gostar:

PREMIER LEAGUE: brasileiro recebe PROPOSTA para formar…

A peculiaridade do investimento de Boehly no futebol é evidenciada por sua obsessão em contratar atletas em seus estágios iniciais de carreira, buscando desenvolvê-los ao longo dos anos para, posteriormente, colher benefícios financeiros. Mesmo no Chelsea, onde já desembolsou aproximadamente 1,1 bilhão de euros (R$ 5,9 bilhões) em reforços, a maioria absoluta dos investimentos foi direcionada a jogadores com idade máxima de 23 anos.

Proximidade Antecipada com o Brasil: Um Interesse já Manifesto pelo dono do Chelsea

Antes mesmo de formalizar seu projeto de adquirir um clube brasileiro, Boehly já demonstrava interesse pelos talentos emergentes do país pentacampeão mundial. Essa afinidade preexistente com o Brasil sugere que sua incursão no mercado nacional não será meramente financeira, mas focada na valorização e desenvolvimento dos jovens jogadores brasileiros.

Todd Boehly, como Chelsea, é um visionário empreendedor, busca não apenas expandir seu império esportivo, mas também moldar o futuro do futebol através de uma abordagem inovadora e centrada no desenvolvimento sustentável de talentos. O desdobramento dessas estratégias será atentamente acompanhado no cenário internacional do esporte.

Leia mais: Chelsea está de olho em campeão mundial sub-17 com a Alemanha

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.