São Paulo: Zubeldía revela a primeira impressão e fala sobre James Rodríguez

Treinador foi apresentado nesta segunda-feira (22)

No último sábado (20), o São Paulo anunciou o seu novo treinador. O argentino Luis Zubeldía assumirá o posto deixado por Thiago Carpini, demitido na quinta-feira passada (18).

Nesta segunda-feira (22), o técnico foi apresentado oficialmente. No CT da Barra Funda, o argentino citou a sua primeira impressão do elenco, a situação de James Rodríguez e o seu estilo de jogo.

A primeira impressão do elenco

Zubeldía esteve em Goiânia no domingo (21) e acompanhou a vitória do Tricolor por 3 a 0 contra o Atlético-GO, na terceira rodada do Brasileirão.

Sua primeira impressão sobre o elenco do São Paulo foi positiva:

“Nos treinamentos vou poder ter um diagnóstico mais certeiro para preparar minha ideia de jogo. Mas conheço o grupo, nos enfrentamos e vejo muito o Brasileirão. Estou contente, e o tempo que pode chegar a demandar a minha ideia, não se sabe, mas espero que seja o mais rápido possível. O mais importante é que conto com bons jogadores.”

O seu estilo de jogo

Você também pode gostar:

Ainda durante a conversa com a imprensa, o treinador foi questionado sobre seu estilo de jogo. Luis Zubeldía afirmou que o elenco oferece opções para vários desenhos táticos:

“O mais importante é o que falamos com a diretoria é que há jogadores de diferentes características, dentro de uma ideia maior, planificar partidas de diferentes maneiras. Pode jogar com dois atacantes, vários volantes, extremos.”

O argentino, porém, demonstrou uma certa preocupação com a agenda de jogos do time. “Apesar do calendário, ter jogadores que se adaptam a várias situações acelera minha adaptação. Vamos ter poucas sessões de treinamento”, falou ele.

A situação de James Rodríguez

Sobre a utilização de James Rodríguez, atualmente machucado, Zubeldía afirmou que o jogador brigará por uma vaga no time:

“É importante todos os jogadores no melhor nível. Não importa o nome. Cada jogador necessita de um atenção particular, mas todos têm que pensar em função da equipe. A equipe é maior. Mas nem todos são iguais.”

“Com um jogador se fala de um jeito, onde lhe toca a tecla, com outro de outra maneira. A idade, a cultura, são diferentes. Temos que estar atento a poder questionar cada jogador. Mas devem pensar na equipe”, comentou o treinador.

Preocupação com lesões

Outro assunto falado sobre o treinador foi em relação às lesões dentro do elenco do São Paulo:

“Por isso comecei dizendo que era importante ter a maior parte do elenco em bom momento, o calendário é duro, são muitas viagens. Entendemos que as lesões sejam menos possível, para isso se tem um elenco grande. Para que quem não tenha muito minutos, possa ter oportunidade.”

“Aqueles que não estão jogando precisando estar bem treinados, vão jogar. Pode ser por um minuto, pode ser a glória do clube. Como profissional, precisa estar o mais bem preparado possível. As lesões vão acontecer, que sejam poucas, mas vão acontecer. Tenho que treiná-los bem. A equipe vai precisar”, completou.

Estreia contra o Barcelona de Guayaquil

A estreia, inclusive, será justamente diante de um time que comandou. O São Paulo enfrenta o Barcelona de Guayaquil. Por maior que seja o seu carinho, Zubeldía destacou que defenderá o Tricolor.

“Tenho carinho pelo Barcelona, sempre querem que eu volte. Nesse respeito, vou defender as cores do São Paulo. Sou agradecido a um clube que se portou bem comigo”, disse ele.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.