Botafogo se segura com um a menos e avança na Libertadores após sufoco

Botafogo avança na Libertadores com empate em 1 a 1 com o Red Bull Bragantino

Numa batalha épica em Bragança Paulista (SP), o Botafogo segurou um empate por 1 a 1 contra o Red Bull Bragantino, mesmo estando com um jogador a menos desde os cinco minutos do segundo tempo. Essa resistência heróica garantiu ao Alvinegro uma merecida vaga na fase de grupos da Libertadores.

Na raça

Botafogo 1 x 1 Bragantino
Foto: Vitor Silva/Botafogo

Mesmo com a desvantagem numérica, o time carioca abriu o placar com Júnior Santos, demonstrando sua determinação incansável em campo. Apesar do empate sofrido aos 40 minutos, o Botafogo se defendeu com muita raça e garantiu sua classificação de forma dramática.

Júnior Santos, o carrasco do Red Bull Bragantino, mais uma vez brilhou intensamente. Em uma fase iluminada, o atacante foi o responsável por marcar os dois gols na vitória por 2 a 1 no jogo de ida, no Nilton Santos, e novamente deixou sua marca no confronto decisivo no Nabi Abi Chedid. Sua contribuição fundamental foi essencial para a trajetória vitoriosa do Botafogo na Libertadores, consolidando sua posição como peça-chave no time alvinegro.

Gatito Fernández é o herói

O experiente goleiro Gatito Fernández teve uma atuação brilhante na classificação do Botafogo. Realizando grandes defesas ao longo da partida, ele se destacou especialmente ao evitar o segundo gol do Red Bull Bragantino nos acréscimos, garantindo a vaga para sua equipe.

Você também pode gostar:

Provocações da torcida do Massa Bruta

Após a expulsão de Damián Suárez, a torcida do Red Bull Bragantino provocou o Botafogo com gritos de “é, pipoqueiro!”. Enquanto isso, os botafoguenses demonstraram seu apoio incondicional comparecendo em grande número ao Nabi Abi Chedid e lotando o setor de visitantes, incentivando o time do início ao fim.

Sorteio definirá os próximos desafios na Libertadores

Com a classificação garantida, a próxima etapa para o Botafogo será definida por sorteio. Os grupos da próxima fase da Libertadores serão sorteados em 18 de março, na sede da Conmebol, no Paraguai, determinando os adversários e o caminho que o time carioca terá pela frente.

Foco nos Estaduais

Agora, tanto o Red Bull Bragantino quanto o Botafogo direcionam suas atenções para os campeonatos estaduais. O Bragantino enfrentará a Inter de Limeira, em casa, pelas quartas de final do Paulista, no domingo (17). Enquanto isso, os botafoguenses receberão o Sampaio Corrêa, no Nilton Santos, pelo jogo de volta das semifinais da Taça Rio, no mesmo dia.

Bragantino domina, mas Botafogo avança com um a menos

No primeiro tempo, o Red Bull Bragantino teve maior controle da partida, porém com pouca efetividade. O time explorou bolas longas e cruzamentos, mas não conseguiu converter as chances em gol.

Enquanto isso, o Botafogo, inicialmente na defensiva, conseguiu se organizar e passou a responder com perigo em contra-ataques. Com a vantagem do empate, os visitantes optaram por valorizar as jogadas e acabaram punidos com dois cartões amarelos por retardar o jogo.

Na segunda etapa, o Botafogo marcou seu gol quando estava com um jogador a menos, após a expulsão de Damián Suárez. Com a desvantagem numérica, o time se fechou e teve poucas oportunidades de contra-ataque.

No entanto, em uma falha da defesa adversária, Hugo cruzou para o artilheiro do clube na Libertadores marcar, levando a torcida alvinegra ao delírio. O gol de empate do Bragantino aumentou a tensão, mas o Botafogo mostrou determinação e conseguiu segurar o resultado, garantindo a vaga na fase de grupos da competição.


RED BULL BRAGANTINO 1 X 1 BOTAFOGO

Local: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Competição: 3ª fase da Copa Libertadores
Data e hora: 13 de março de 2024, às 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldan (COL)
Auxiliares: Juan P. Belatti (COL) e John Leon (COL)
VAR: Juan Lara (CHI)
Cartões amarelos: Juninho Capixaba (RED); Danilo Barbosa, Marçal, Gatito, Tiquinho Soares, Janderson (BOT)
Cartões vermelhos: Damián Suárez (BOT)
Gols: Júnior Santos, aos 30 minutos do segundo tempo (BOT); Talisson, aos 40 minutos do segundo tempo (RED)

Red Bull Bragantino: Cleiton; Nathan Mendes, Lucas Cunha, Luan Cândido e Juninho Capixaba; Jadsom (Matheus Fernandes), Eric Ramires (Laquintana) e Lincoln (Guilherme Lopes); Helinho, Thiago Borbas e Eduardo Sasha (Talisson). Técnico: Pedro Caixinha.

Botafogo: Gatito, Damián Suárez, Lucas Halter, Alexander Barboza e Marçal; Danilo Barbosa (Gregore), Marlon Freitas e Eduardo (Mateo Ponte); Júnior Santos (Tchê Tchê), Savarino (Hugo) e Tiquinho Soares (Janderson). Técnico: Fábio Mathias.

Leia mais: Lúcio Flávio, DEMITIDO do Botafogo, tira ATACANTE do Glorioso

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.