Jogador da Juventus sofre racismo na Copa Itália

Na batalha emocionante entre Juventus e Lazio, a equipe de Turim emergiu vitoriosa com um placar de 2×0. No entanto, a celebração foi ofuscada por incidentes de cunho racista envolvendo o jogador da Juventus, Weston McKennie, de 25 anos.

O que aconteceu

Jogador  da Juventus sofre racismo
Foto: Divulgação / Juventus FC

O jogador foi alvo de insultos vindos da torcida adversária, conforme evidenciado em vídeos amplamente compartilhados nas redes sociais. Diante desses lamentáveis acontecimentos, a Juventus emitiu um comunicado oficial na última quinta-feira, repudiando veementemente as ações discriminatórias.

Na batalha, McKennie contribuiu com sua décima assistência na temporada, proporcionando o gol de Vlahovic, que encerrou a contenda com chave de ouro. Porém, uma lesão no ombro o obrigou a sair no final do jogo, momento em que foi alvo de insultos por parte da torcida adversária.

A Juventus foi informada através de um vídeo compartilhado nas redes sociais e divulgado pela imprensa, no qual foram registrados cânticos discriminatórios direcionados a Weston McKennie pelos torcedores visitantes durante sua substituição.

Juventus toma atitude

Você também pode gostar:

De acordo com os jornais italianos, o clube pretende usar o sistema de segurança do estádio para identificar os responsáveis pelas ofensas racistas. O próximo embate entre Juventus e Lazio está marcado para o dia 23 de abril, no estádio Olímpico de Roma, pelo jogo da volta da semifinal da Copa Itália.

Não é a primeira vez que a Juventus se depara com casos de racismo no futebol italiano em 2024. Recentemente, o zagueiro brasileiro Juan Jesus, do Napoli, denunciou ter sido alvo de ofensas racistas por parte do zagueiro Acerbi, da Inter de Milão. Apesar da denúncia, a justiça esportiva italiana absolveu o jogador italiano por falta de evidências.

Diante da confirmação do incidente pelo próprio jogador, o clube anunciou que iniciou uma investigação completa para esclarecer o ocorrido. Além disso, comprometeu-se a colaborar integralmente com as autoridades para identificar os responsáveis e tomar todas as medidas necessárias diante da situação.


Confira a nota oficial na íntegra 

Nada muda sem ações concretas. Esta é a nossa convicção mais profunda: ainda mais hoje, 21 de março, por ocasião do Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial.

Prevenir e eliminar o racismo em todas as suas formas, dentro e fora do campo, representa um objetivo concreto para a Juventus.

Hoje a voz é a de Timothy Weah, mas pode ser a de cada atleta, membro da comissão técnica ou funcionário: todos deploramos o racismo, em todas as suas formas. A indignação é unânime, pois o assunto afeta a todos nós.

Em todos os ecossistemas da Juventus, como no estádio e digitalmente, o nosso objetivo é construir um ambiente saudável, que não inclua expressões de discriminação racial.

A partir da temporada 2014-2015, o Estádio Allianz está equipado com um sistema de 86 câmeras multifocais Panomera, que permitem identificar os responsáveis ??por comportamentos não conformes com o Regulamento de utilização do estádio: nesta época desportiva nenhum incidente racista foi sancionado, comprovando o efeito dissuasor da tecnologia instalada.

A vontade de atuar em múltiplas frentes também envolveu nossa comunidade digital. Com mais de 165 milhões de seguidores, o preto e branco é um dos ecossistemas digitais com mais seguidores e o nosso objetivo, também neste caso, é construir um ambiente saudável, dentro do qual todos possam se expressar livremente. Por isso, em janeiro de 2024 a empresa decidiu adotar uma ferramenta que nos permite moderar automaticamente comentários em nossas postagens contendo palavras de ódio, conseguindo preservar a liberdade de expressão. Em média, 1.500 conteúdos são publicados em todo o ecossistema digital todas as semanas e, desde janeiro, 30.000 mensagens de ódio foram imediatamente removidas, incluindo cerca de 400 mensagens racistas.

Um sinal de continuidade do compromisso da Juventus: o nosso compromisso continuará também no futuro e continuaremos a gritar bem alto “Nunca mais”.

Nada muda até que o façamos.

Leia mais: Jeep x Juventus, parceiros a mais de uma década, montadora deixará PATROCÍNIO MASTER do clube em 2024

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.