Cruzeiro: Com Status de GOLEADOR, má fase e AFASTAMENTO: Gilberto e clube conversam para ENCERRAR vínculo

Gilberto se Despede do Cruzeiro: Reflexões sobre Má Fase e Futuro Contratual

Atacante do Cruzeiro, Gilberto esteve afastado dos gramados por um período de três meses, o jogador quebrou o silêncio e abordou os motivos por trás da má fase vivida no clube mineiro durante a última temporada. O atleta e a Raposa buscam uma solução para o contrato que se estende até o final de 2024.

Cruzeiro: Com Status de GOLEADOR, má fase e AFASTAMENTO: Gilberto e clube conversam para ENCERRAR vínculo

Desafios da Transição: Da Intensa Realidade Árabe ao Cenário Brasileiro

Gilberto, proveniente das competições dos Emirados Árabes, destacou a transição desafiadora para o futebol brasileiro, considerado um dos mais competitivos do mundo. O atacante reconheceu as expectativas elevadas e revelou as dificuldades físicas que enfrentou desde sua chegada ao Cruzeiro.

Comprometimento sem Plenitude Física: A Difícil Temporada de Gilberto

O atacante admitiu que não ingressou no Cruzeiro em sua melhor forma física, atribuindo parte da responsabilidade a sua decisão e ao clube. Ele destacou sua entrega nos treinos e jogos, mas ressaltou a necessidade de estar fisicamente pleno para atender às expectativas de torcedores, diretoria e a si mesmo.

Afastamento e Respeito: Gilberto Aceita Decisão do Clube

Você também pode gostar:

Após um afastamento decidido pelo Cruzeiro em outubro, durante o  Campeonato Brasileiro, Gilberto demonstrou respeito pela decisão, compreendendo o contexto do clube naquele momento. O atacante enfatizou sua aceitação, cumprindo os protocolos estabelecidos, e manifestou pesar por não ter alcançado o rendimento desejado.

Contrato em Suspenso

Com um contrato que se estende até 2024, Gilberto aguarda definições sobre seu futuro no Cruzeiro. O atacante enfatizou a falta de uma pré-temporada adequada como fator determinante para seu desempenho abaixo do esperado. Sem definir seu destino, Gilberto aguarda entendimento entre clube e representantes para seguir sua trajetória profissional.

Negociações em Curso: Rescisão Antecipada e Busca por Novo Clube

As conversas entre Cruzeiro e Gilberto visam uma rescisão amigável, refletindo o reconhecimento mútuo de que a parceria não atingiu os resultados esperados. O jogador ainda busca um novo clube, com consultas de equipes brasileiras e do Shimizu S-Pulse, no Japão, indicando um desfecho iminente para a questão contratual.

Desgastes e Expectativas Não Atendidas: O Capítulo de Gilberto no Cruzeiro

Apesar de ter apreciado sua estadia em Belo Horizonte, Gilberto acumulou desgastes com a torcida devido à falta de gols e atuações aquém das expectativas. O atacante, que chegou ao Cruzeiro em janeiro do ano passado, vivenciou seu maior período sem marcar gols e não correspondeu totalmente às esperanças depositadas nele.

Leia a nota oficial de Gilberto nas redes sociais na íntegra:

Com o fim da temporada passada, e prestes a iniciar uma nova, senti necessidade de dizer algumas palavras sobre como foi o meu ano de 2023.

Cheguei ao Cruzeiro no final de janeiro com o campeonato mineiro recém-iniciado, e fiz minha estreia menos de duas semanas depois, no clássico contra o América-MG, tendo feito praticamente apenas uma semana de treinos.

Eu vinha de duas temporadas no futebol dos Emirados Árabes, onde os níveis de exigência e competitividade são bem diferentes dos daqui do Brasil, que é talvez o campeonato mais difícil do mundo.

Vim sabendo exatamente o tamanho da dificuldade, da minha responsabilidade, e honrado pela confiança de um clube gigante do futebol brasileiro, num momento tão importante de reconstrução, retornando da série B.

Desde o primeiro momento em que cheguei me entreguei em cada treino, em cada jogo, sem me omitir jamais, fosse nos momentos bons ou nos ruins. Mas a cada dia ficava mais evidente que fisicamente eu estava abaixo do que precisava pra render o meu melhor.

Sou um atacante de perfil combativo, de enfrentamento, de entrega, e pra corresponder às expectativas da torcida, da diretoria, e minhas também, precisava estar na plenitude da forma física, coisa que não consegui durante toda a temporada.

Não quero aqui transferir responsabilidade pra ninguém. Sei das minhas. E se entrei em campo sem as melhores condições, sem fazer uma pré-temporada adequada, foi porque eu também concordei. Tanto o clube, quanto eu, queimamos algumas etapas pra iniciar logo nas partidas, e isso acabou me cobrando um preço ao longo do resto do ano.

Quero deixar claro também que tanto eu, quanto os profissionais do clube, fizemos o possível pra remediar essa falta de preparação no decorrer da temporada, mas infelizmente não obtivemos um resultado satisfatório.

Quando o clube resolveu por me afastar, acatei respeitosamente, cumprindo os horários determinados e sem criar qualquer tipo de problema, até porque entendia que o momento do Cruzeiro era mais importante que qualquer questão pessoal minha, e segui trabalhando e torcendo por um desfecho positivo pra instituição e meus companheiros de equipe.

Agradeço demais o carinho que recebi desde minha chegada, de funcionários do clube e torcida, e até as críticas construtivas que recebi, de gente que certamente torcia pra que eu revertesse a situação e entregasse o que todos esperávamos. Lamento muito que não tenha sido possível, e tenham certeza que me cobro muito por isso.

Ainda não tenho uma definição sobre meu futuro. Tenho mais um ano de contrato com o Cruzeiro, e aguardo o melhor entendimento entre o clube e meus representantes pra seguir com meu trabalho da forma como sempre fiz: com amor, entrega, e defendendo com a vida a camisa que eu vier a vestir.

Mas com uma única certeza: a de que 2024 vai ser muito melhor que o ano que passou.

Leia mais: Cruzeiro tem SUBSTITUTO para Gilberto

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.